As 50 Melhores Músicas Nacionais de 2012 - Na Mira do Groove
50-melhores-musicas-nacionais-de-2012

As 50 Melhores Músicas Nacionais de 2012

Confira em ordem decrescente a lista completa dos melhores sons nacionais do ano

Graças a algum ser místico, o Brasil não teve nada parecido com o “Gangnam Style” (assim como o YouTube, vamos passar um borrão em Latino).

Claro que muita música ruim pipoca por aí e, apesar de 2012 não ter tantas músicas boas quanto teve discos, o Na Mira fez questão de enumerar a própria lista de melhores do ano.

Em um ano turbulento como este, não poderia faltar o prenúncio de SILVA, as viagens de Céu, o pop-rock de Tulipa Ruiz e as invencionices de Caetano Veloso.

Enfim, confira a seguir a lista das 50 melhores músicas nacionais de 2012. Lembrando que é possível ouvir as canções em uma playlist contínua (pelo menos as que estão hospedadas no YouTube. Faixas do SoundCloud não são executadas nessa playlist, mas, quando for o único jeito de disponibilizar a canção, será sinalizado).


Confira também:
Os 30 Melhores Discos Nacionais de 2012
Os 30 Melhores Discos Internacionais de 2012
As 50 Melhores Músicas Internacionais de 2012
Os 30 Melhores Clipes Nacionais de 2012
Os 30 Melhores Clipes Internacionais de 2012


Confere aí:

50. Márcia Castro: “De Pés No Chão”
49. Cabruêra: “Jurema”
48. Abayomy Afrobeat Orquestra: “Malunguinho”
47. Alice Caymmi: “Sangue, Água e Sal”
46. Afroelectro: “Sika Blawa” (part. Chico César)
45. Molho Negro: “Ela Prefere o DJ”
44. Mão de Oito: “Beats” (part. Emicida e Kamau)
43. Céu: “Retrovisor”
42. Kamau: “21|12″
41. Arnaldo Antunes, Edgard Scandurra & Toumani Diabaté: “Cara”
40. Metá Metá: “Cobra Rasteira”
39. Sexy Fi: “Loro On Loro”
38. Hurtmold: “Chavera” (postado em SoundCloud)
37. Rodrigo Campos: “Princesa do Mar”
36. Lucas Santtana: “Jogos Madrugais”
35. Tom Zé: “A Terra, Meus Filhos”
34. Gui Amabis: “Tiro”
33. Fóssil: “Lençóis”
32. Psilosamples: “Ovelha Negra”
31. O Terno: “Morto”


30. “O Céu Sobre as Cabeças”

Supercordas

Gênero: Rock Psicodélico
Álbum: A Mágica Deriva dos Elefantes

Download gratuito no site oficial

Afagar a terra’ é uma boa expressão para a bandeira da sustentabilidade. As dinâmicas de guitarra entre Felipe Giraknob e Pedro Bonifrate viajam para um plano entre King Crimson e Syd Barrett, influências psicodélicas que permeiam o disco A Mágica Deriva dos Elefantes.

Ouça: “O Céu Sobre as Cabeças”



29. “Crack of Love”

Filipe C.

Gênero: Soft-Rock
Álbum: Silence (EP)

Download pelo Rock’n Beats

Apenas com o primeiro EP, Filipe C. rompeu com o rock de Venus Volts e FingerFingerrr para abraçar uma sonoridade mais soft. “Crack of Love” é uma bonita composição sentimental em inglês que prega a liberdade do amor, para se livrar das amarras da sisudez.

Ouça: “Crack of Love”



28. “Baile da Ilusão”

Céu

Gênero: MPB
Álbum: Caravana Sereia Bloom

Caravana Sereia Bloom tem muitos pontos altos, como “Chegar em Mim” e “Falta de Ar”, mas é em “Baile da Ilusão” que a cantora trafega melhor na sua estrada: ‘Regida por decibéis/Serpentina nos meus pés/Dançando pelo salão’. Provavelmente o melhor convite à dança já proposto pela cantora.

Ouça: “Baile da Ilusão”



27. “Falar Pra Ficar”

Orquestra Contemporânea de Olinda

Gênero: Frevo
Álbum: Pra Ficar

Download gratuito pelo site oficial

Quem nunca? Quem nunca quis permanecer em um lugar e quis que o outro se sentisse tão bem quanto você? “Falar Pra Ficar” é uma letra despretensiosa, mas construída sob um requinte convincente. Uma dica: quando a festa estiver num momento ‘down’, coloque esta aqui. Provavelmente os convidados irão se convencer após a guitarrada que entra em cena depois dos 2 minutos.

Ouça: “Falar Pra Ficar”



26. “2012″

SILVA

Gênero: Indie
Álbum: Claridão

A atmosfera inicial climatiza bem o que foi – e ainda está sendo – o ano de 2012. ‘Gosto mesmo do incerto’, diz o capixaba SILVA, que muniu a canção de efeitos lo-fi com sonoridades futuristas. Em “2012”, o cantor brinca com o imaginário que se criou com a possibilidade do fim do mundo, apontando outros motivos para essa incerteza coletiva.

Ouça: “2012″



25. “Canoa Furada”

Siba

Gênero: MPB
Álbum: Avante

Download pelo site oficial

As guitarras e a flauta que abrem esta música são esplêndidas. Uma das mais alegres canções de Avante, “Canoa Furada” se encaixaria devidamente em um trabalho com A Fuloresta (inclusive ela havia sido mostrada com a antiga banda). Caberia um trombone aqui e um sax acolá, mas os instrumentos de corda resolvem muito bem os furos de uma canção que fala de… furos.

Ouça: “Canoa Furada”



24. “Nóiz é Negô”

Pentágono

Gênero: Rap
Álbum: Manhã

Download no site oficial

O negro geralmente é protagonista nos raps mais ativos. Mas, aqui, o Pentágono quis colocar ‘em um mesmo lugar’ negros e índios, amplamente discutido no Brasil por conta das construções de Belo Monte, além da ameaça de homicídio coletivo por conta dos Guarani-Kaiowá. Na canção, o grupo faz uma ligação de tudo isso com Marighella, militância e sofrimentos intrínsecos aos ‘filhos desse Brasil’ não tão acolhidos assim.

Ouça: “Nóiz é Negô”



23. “Xangô”

Sambanzo

Gênero: Afrobrasileira
Álbum: Sambanzo, Etiópia

Download gratuito pelo site oficial

Baixou o funk na guitarra de Kiko Dinucci, que introduz uma das mais ágeis canções de Sambanzo, Etiópia. Thiago França entoa os primeiros acordes em seu sax de leve, mas logo rouba a cena com um groove latino que encontra a dança e vai se dissolver em efeitos esvoaçantes.

Ouça: “Xangô”



22. “Guilhotinesco”

Jair Naves

Gênero: Rock
Álbum: E Você Se Sente Numa Cela Escura, Planejando a Sua Fuga, Cavando o Chão Com as Próprias Unhas

Download pelo Bandcamp oficial

Aos 31 anos, Jair Naves não se considera mais jovem – ou não deve se considerar. “Guilhotinesco” é um retrospecto de ‘dias que me arrastei’. Ele se diz temente a Deus e sente-se aproximar o fim dos dias ‘sem ilusões’, vide a guitarra soturna. Uma das composições mais maduras de um dos grandes cantores do ano.

Ouça: “Guilhotinesco”



21. “Um Comunista”

Caetano Veloso

Gênero: MPB
Álbum: Abraçaço

2012 também foi o ano de Carlos Marighella. Depois de lançamento de livro, documentário e faixa dos Racionais MCs, Caetano Veloso também quis homenagear o seu conterrâneo baiano, partindo para uma canção mais triste, que poderia ser tocada no túmulo do ex-militante. Uma linda narrativa que mostra a força de Caê como contador de histórias.

Ouça: “Um Comunista”


[#50 - #21] | [#20 - #11] | [#10 - #1]

Jornalista bem-humorado. Colaborou com publicações como Scream & Yell, Revista da Livraria Cultura e Revista Brasileiros. É o cara que mantém o Na Mira do Groove.
Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...
Deixe um Comentário
6 Comentários to “As 50 Melhores Músicas Nacionais de 2012”
  1. Sheila disse:

    Concordo plenamente em relação à Juçara, eu estava lá no lançamento do bahia fantástica e a interpretação dela foi sensacional!

  2. Adriano disse:

    “O encontro de Lampião e Eike Batista” da banda El Efecto pra mim mereceria um lugara nessa lista…

  3. Muito bom!!
    Sabe aquela musica que não sai da cabeça? deposita ela na nossa pagina!! Vc curte e a gente canta!

    https://www.facebook.com/pages/Som-do-Cora%C3%A7%C3%A3o/129760870546490?ref=hl

Trackbacks
Veja o que estão falando, que tem relação com este texto...


Comente

As 50 Melhores Músicas Nacionais de 2012 - Na Mira do Groove