Vídeos da Semana #30: de 4 a 18 de maio

Nesta edição você confere 10 clipes, que vão de Cícero a Tenacious D

Por conta da correria intensa, semana passada o Na Mira não publicou a seção dos melhores vídeos da semana. Mas não tem problema: para esta edição, trouxemos logo 10 clipes abrangendo esta semana e a semana passada.

Da aula do Kindness à estranha vida no lixo do vídeo do The Magnetic Fields, coisas malucas não faltam.

Enfim, confira a seguir os 10 melhores clipes da semana postados no Tumblr:

10. Kindness: “House”

Nada mais propício para um projeto de música que se chama ‘gentileza’. Adam Bainbridge, o cara por trás do Kindness, dá uma espécie de aula para um pequeno garoto de como manipular um órgão que figura no disco World, You Need a Change of Mind, que trabalha o revival da disco music de forma inovadora.


9. Death Grips: “Hustle Bones”

Em pouco tempo de carreira, já sabemos o que esperar dos vídeos do Death Grips: aquelas repetições torturantes impulsionadas pela energia quase malévola do vocalista Stefan Burnett. Aqui o enredo é um pouco diferente, mas os exageros ainda persistem. Vemos dinheiro voar por tudo quanto é canto em uma centrífuga enquanto Burnett faz o quê? Vocifera que nem louco! É, talvez não seja tão diferente assim dos outros vídeos… Foi dirigido pelo próprio Death Grips.


8. Cícero: “Ponto Cego”

Hoje é sexta-feira! Dia de compensar os dias de correria diária tomando uma cerva com os amigos, agendando alguma balada ou nem que seja um churrasco fuleiro. Não é bem essa a visão deste melancólico clipe de Cícero. O vídeo contempla a cidade e a movimentação das pessoas que procuram o que fazer para não deixar de comemorar o começo do final de semana. É de uma alegria contida, mas nada desanimador. Coisa bonita e sentimental do disco Canções de Apartamento. Foi dirigido por Caró Vilares.


7. Grimes: “Nightmusic”

No eletropop do Grimes se esconde traços de estranheza, e este vídeo só vem para comprovar isso. Em “Nightmusic”, Claire Boucher nos transporta para uma selva intrigante onde a impureza é quase uma inocência. Foi dirigido por John Londono.


6. Tenacious D: “Roadie”

A melhor coisa de ter um disco novo do Tenacious D na praça é ter a oportunidade de ver clipes bizarros e muito bem elaborados. Nesta empreitada, Jack Black e Kyle Gass precisam contratar um roadie para a banda e, durante uma suposta ‘entrevista’, se maravilham com a experiência de Danny McBride, que disse já ter excursionado com bandas do porte do Metallica. Eles ficam tão contentes com a contratação que decidem surpreender a plateia com uma música sobre este roadie. No entanto… bom, assiste aí.


5. Lucas Santtana: “Para Onde Irá Essa Noite?”

Você está em uma festa e fica afim de uma bela garota. Coisa normal. Mas os takes deste vídeo de Lucas não nos deixa entender bem ao certo se ele realmente chegou nela, ou se tudo o que aconteceu é fruto do que ele queria que realmente tivesse acontecido. A canção integra o disco O Deus que Devasta Mas Também Cura e foi dirigido por Emilio Domingos.


4. Modeselektor ft. Thom Yorke: “This”

Uma garota está brincando com seu boneco e começa a viajar no som, nas possibilidades da brincadeira. Tanto que os bonecos de seu quarto também começam a se mexer. Foi dirigido por Andrew Jones.


3. Friends: “Mind Control”

O nome já entrega né? Um ‘couch potato’ está cochilando em seu sofá, quando de repente todos os aparelhos de transmissão ligam automaticamente e, sem perceber, ele se vê envolto por uma manipulação indireta que inclui robôs com cabeças de câmera como sentinelas. A música é bem legal também. Foi dirigido por Hiro Murai.


2. Maxïmo Park: “Hips and Lips”

Fanáticos: eles fazem de tudo, não é? A webcam é uma arma mais poderosa do que você imagina. Aqui, um internauta mostra seu quarto e muitas megalomanias mais para deixar registrado seu fan-video da música do Maxïmo Park. Você nem imagina onde o vocalista Paul Smith está.


1. The Magnetic Fields: “Quick!”

Lixeiro é aquele que apanha lixo, certo? E quem vive no lixo, deveria ser chamado do quê? De qualquer forma, a vida não deve ser muito boa para esses seres ingênuos e solitários. Quando uma ‘lixowoman’ descobre que tem um vizinho, tenta fazer o possível para vê-lo novamente – sempre à margem. Foi dirigido por James Spinney.

Share this post

Tiago Ferreira

Editor do Na Mira desde 2010 - que, além de site, também é canal do YouTube e Embaixador Spotify. Já trabalhei como redator de comunicação interna, produtor de conteúdo da B2W (Americanas, Submarino e afins) e repórter de entretenimento, ciência e tecnologia no Vix.com. Também sou colaborador eventual da Revista da Cultura (da Livraria Cultura).


Mais artigos para você:


Sem Comentário

Adicione um comentário