Com vocês: playlist Na Mira

Seleta com 30 músicas atualizadas semanalmente com descobertas, lançamentos e preciosidades deste ano

Desde que o Na Mira tornou-se Embaixador Spotify, subimos várias playlists na plataforma para complementar o conteúdo que postamos aqui no site e no nosso canal no YouTube.

Agora, decidimos dar o devido protagonismo ao nosso perfil por lá. Além de atualizar mensalmente a coluna Groovin’ Jazz, queremos ir mais além com a playlist Na Mira.

Eis a ideia: atualizar semanalmente com sons que descobrimos por aí lançados este ano.

Queremos captar as boas novidades, de acordo com o propósito que norteia o nosso trampo desde 2010: não importa o gênero musical, contanto que, hmmm, seja bom (embora saibamos muito bem que gosto é mais relativo que a teoria de Einstein).

Esta playlist será constantemente atualizada, e pode ser visualizada na lateral do nosso site. Ao seguí-la, você saberá quais sons foram colocados ou não durante uma semana.

Vamos quebrar o paradoxo de Teseu com esta playlist: logo logo ela será totalmente transfigurada, conforme as descobertas que encontramos por aí.

Por isso mesmo, vou colocar em texto corrido os sons sempre que rolar atualizações (a exemplo do que você pode ver no final deste post). Afinal, com a incorporação do player, caso você leia este post semanas ou meses depois de publicado, poderá se deparar com uma playlist totalmente diferente.

Por enquanto, vamos manter fixo 30 músicas, algo que consideramos ideal para uma playlist.

Com vocês, a playlist Na Mira:

Tyler the Creator & Red Orange County: “Foreword” (do viciante Flower Boy)
niLL: “Minha Mulher Acha que Eu Sou o Brad Pitt”
Elza Soares & Pitty: “Na Pele” (mais detalhes)
Queens of the Stone Age: “Head Like a Haunted House” (de Villains)
EMA: “Aryan Nation” (se ainda não se ligou, vá atrás de Exile in the Outer Ring)
St. Vincent: “Los Ageless” (mais detalhes)
NAO: “Nostalgia”
LCD Soundsystem: “tonite” (do bom american dream)
Zola Jesus: “Veka”
Arcade Fire: “Creature Comfort” (uma das músicas mais legais de Everything Now)
Lorde: “Green Light” (falamos sobre as influências do novo disco dela neste vídeo)
Nina Becker: “Despertador”
Brand New: “Can’t Get It Out” (do interessante Science Fiction)
ABRONCA: “Chegando de Assalto” (mais detalhes)
SZA: “Drew Barrymore” (do ótimo Ctrl)
Nívea Magno: “Morte e Vida” (vá atrás do bom EP dela)
Damian Marley: “Time Travel” (Damian também tá com disco novo)
Kendrick Lamar part. U2: “XXX” (acredito que você já tenha furado a orelha de tanto ouvir DAMN, certo?)
Arto Lindsay: “Tangles” (Cuidado Madame é um disco pra ouvir, contestar, por no repeat…)
Mina Agossi part. Paco Sery: “Otto Dagbe” (UrbAfrika é um disco que vai subverter a sua noção de world-music)
Nine Inch Nails: “Less Than”
Run the Jewels: “Don’t Get Captured” (do incendiário Run the Jewels 3)
Vince Staples part. Kendrick Lamar: “Yeah Right” (Vince mostrou evolução com Big Fish Theory)
Rincon Sapiência: “Ostentação à Pobreza” (de Galanga Livre)
RZO part. Sombra: “Uma Multidão Rumo à Solidão” (da volta do RZO, Quem Tá no Jogo)
Curumin: “Prata, Ferro, Barro” (do álbum Boca)
Black Alien: “Sangue de Free” (mais detalhes)
BaianaSystem part. Titica & Margareth Menezes: “Capim Guiné”
The Afghan Whigs: “Arabian Heights” (de In Spades)
Baco Exu do Blues: “Te Amo Desgraça” (do ótimo Esu)

Que som legal que vocês ouviram deste ano que acham que poderia entrar na seleta? Diz aí nos comentários.

Share this post

Tiago Ferreira

Editor do Na Mira desde 2010 - que, além de site, também é canal do YouTube e Embaixador Spotify. Já trabalhei como redator de comunicação interna, produtor de conteúdo da B2W (Americanas, Submarino e afins) e repórter de entretenimento, ciência e tecnologia no Vix.com. Também sou colaborador eventual da Revista da Cultura (da Livraria Cultura).

Sem Comentário

Adicione um comentário