Compilação As 10 Mais do Boogie, focada nos anos 1980

As 10 Mais Boogie: hits perdidos de soul/funk/surf music dos anos 1980

Compilação nacional da Somatória do Barulho traz vários compactos e raridades de craques como Cassiano, Tony Bizarro e Tim Maia

Gravadora: Somatória do Barulho
Data de Lançamento: 15 de dezembro de 2017

O que seria o boogie? Ou, pra ser mais específico, o boogie brasileiro?

De acordo com nova coleção do selo Somatória do Barulho, é um tipo de som pop feito com sintetizadores Moog, vocoders, DX7 e bateria compacta. Seria um tipo de funk nacional inspirado pelo movimento Black Rio, mas que criou uma escola própria.

Num garimpo de 10 clássicos que chegaram a ser lançados em compactos por aqui, surgiu As 10 Mais Boogie Volume 1, que também ganhou versão internacional pela Fat Beats Records.

Tim Maia e Cassiano

Dois nomes bem conhecidos dão um panorama da qualidade do material.

Tim Maia, com a música “Vê Se Decide”, lançado num raro compacto de 1981 e que, posteriormente, seria lançado no disco homônimo de 1986:

E o não menos genial Cassiano com o hit animado “Tá Dando Mole, Zé”, lançado em 7″ em 1984, com o lado B “Amor Imenso”:

As 10 Mais Boogie: clássicos

A potência deste primeiro volume de As 10 Mais Boogie tem tudo para animar as festinhas retrô, mas sua principal joia é apresentar alguns artistas que acabaram sumindo por conta do desinteresse da indústria musical.

Um deles é Elízio, que acabou trazendo a localidade de Buzios para seu sobrenome após fazer sucesso na cidade fluminense. Dele, a compilação apresenta “Tamanqueiro”:

Outra lenda do soul/funk brasileiro é o cantor Tony Bizarro, que aqui aparece com a música “Estou Livre”, com arranjos de Lincoln Olivetti e melodia de Robson Jorge.

Esta música foi lançada em 1983, com o single “Viu Menina” como lado B. Nessa época, ele já tinha rompido a dupla Tony & Frankie, que fez relativo sucesso na primeira metade dos anos 1970.

Raridades dos anos 1980

Vendidos separadamente numa plataforma como a Discogs, por exemplo, estes compactos custam mais de R$ 300,00.

Esse foi um dos motivos para que o selo lançasse a compilação em vinil. Em versão digital, por enquanto, há apenas as músicas avulsas.

O vinil ganhou tratamento especial e foi lançado numa edição especial em amarelo.

O termo ‘Vol. 1’ já dá indícios de que deve vir mais novidades nesta seara. Mal podemos esperar pela oportunidade de conhecer e nos divertir ainda mais com estes clássicos perdidos dos anos 1980.

Portanto, já que a compilação não está totalmente disponível, deixamos mais um clássico: a envolvente “Super Amor”, de Gaby do Whiskadão (parece nome de MC de funk carioca, mas é uma mistura de soul com surf-music bem divertida):

Confira o tracklist de As 10 Mais Boogie Vol. 1:

01. Tony Blue: “Vê Se Me Esquece”
02. Elizio de Búzios: “Tamanqueiro”
03. Tony Bizarro: “Estou Livre”
04. Rubão Sabino: “Velho Guerreiro”
05. Electric Boogies: “Break Mandrake”
06. Let´s Dance: “Dance Com a Gente”
07. Cassiano: “Tá Dando Mole Zé”
08. Newton Drinckwater: “Macaco Pesado”
09. Gaby Whiskadão: “Super Amor”
10. Tim Maia: “Vê se Decide”

Share this post

Tiago Ferreira

Editor do Na Mira desde 2010 - que, além de site, também é canal do YouTube e Embaixador Spotify. Já trabalhei como redator de comunicação interna, produtor de conteúdo da B2W (Americanas, Submarino e afins) e repórter de entretenimento, ciência e tecnologia no Vix.com. Também sou colaborador eventual da Revista da Cultura (da Livraria Cultura).


Mais artigos para você:


Poste um novo comentário