Vozes da África #3: Mulatu Astatke

Já que o clima de Copa na África segue mais aflorado que nunca, que tal conhecer um pouco mais da música deste vastíssimo continente?

Criador do gênero Ethio-Jazz, o compositor e vibrafonista Mulatu Astatke é um dos músicos mais conceituados de toda a África, por trazer sons regionais levemente trabalhados com influências latinas e elementos jazzísticos.

Ele tocou com o lendário pianista Duke Ellington e espalhou a riqueza de sua cultura mundo afora contribuindo para a consolidação de uma música erudita que ficaria conhecida como “Yared Opera”, em reverência ao pioneiro da música sacra da Etiópia.

Dedicado, Astatke, no alto de seus 67 anos, está envolvido em projetos acadêmicos conceituadíssimos. Já deu palestras sobre música em Harvard e trabalha para trazer outras sonoridades com o instrumento de origem etíope, o Krar, com apoio de pesquisadores do Massachusetts Institute of Technology (MIT).

Sem parar no tempo, Astatke está sempre antenado, na busca de novas possibilidades musicais em parceria com múltiplos instrumentistas. Recentemente, ele participou da produção de algumas faixas da big band do Reino Unido The Heliocentrics, que busca referências do R&B e do soul de James Brown para suas incursões no modal jazz, com claras referências suburbanas e toda a ousadia assimétrica de Sun Ra.

Vale muito a pena conhecer a obra de um dos maiores músicos da cultura africana. Sua contribuição para as artes é de valor inestimável.

Mulatu Astatke: “Ene Alantchi Alnorem”

Vozes da África #1: Nneka

Vozes da África #2: Youssou N’Dour

Share this post

Poste um novo comentário